Educar sem deformar: uma releitura da Pedagogia do Oprimido a partir de lentes foucaultianas

  • José Pascoal Mantovani Mantovani

Resumo

Este trabalho tem como finalidade apresentar indícios interpretativos da obra A pedagogia do Oprimido de Paulo Freire (1987), a partir do instrumental teórico de Michel Foucault (2006; 2005). Para tanto, o ob- jetivo deste artigo será: (i) analisar os dois primeiros capítulos da obra freireana Pedagogia do Oprimido (1987) , a partir de um viés epistêmi- co voltado à educação; (ii) apresentar síntese dos domínios de Michel Foucault presentes na obra Hermenêutica do sujeito (2006) e O cuida- do de si (2005) atrelado com as leituras hermenêuticas de Ravel (2002); (iii) sintetizar os conceitos doi autores, Freire e Foucault, a partir de apontamentos de VEIGA-NETO (2004). Espera-se, pois, que este tex- to apresente alguns indicativos que privilegie o papel da educação no processo formativo do sujeito em perspectiva holística.

Publicado
2019-11-13