Naturalização da indústria cultural nos meios de comunicação religiosos de matriz cristã

  • Rodrigo Tarcha Amaral de Souza Universidade Metodista de Piracicaba
  • Cesar Francisco dos Santos Centro Universitário Salesiano de São Paulo

Resumo

Este artigo é fruto de um trabalho de conclusão de curso em Filosofia sobre a intensificação da indústria cultural nos meios de comunicação cristãos. Sob diversos aspectos, este artigo amplia o texto anterior, cujo objetivo é investigar sobre os mecanismos de naturalização da indústria cultural nos meios de comunicação religiosos de matriz cristã. Utilizar-se-á de fundamentação teórica adorniana para o desenvolvimento de reflexões conjunturais e hipotéticas sobre causas e efeitos da relação dialética entre indústria cultural e campo religioso. Resulta existir uma reconceituação da indústria cultural mediante a intensificação de sua inserção nos novos campos societários, como a comunicação midiática religiosa. Conclui-se que, em meio a confrontações de ordem estratégica e ideológica no uso dos meios de comunicação religiosos, para além de certa corrosão identitária, numa leitura antropológica, mantêm-se como um eficaz instrumento de potencialização humana.

Biografia do Autor

Rodrigo Tarcha Amaral de Souza, Universidade Metodista de Piracicaba

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação – Universidade Metodista de Piracicaba – UNIMEP. Mestre em Educação pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo - UNISAL, unidade de Americana, SP. Professor do Centro Universitário Salesiano de São Paulo - UNISAL, unidade São José/Campinas, SP. E-mail: ir.tarcharo@hotmail.com

Cesar Francisco dos Santos, Centro Universitário Salesiano de São Paulo

Graduado em Filosofia pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo – UNISAL, unidade de Lorena, SP. E-mail: cesar.bsp@salesianos.com.br

Publicado
2019-01-06
Seção
Artigos