A formação docente para educação profissional e tecnológica no Brasil

  • Juliana Marcondes Bussolotti Universidade de Taubaté
  • Mariana Aranha de Souza Universidade de Taubaté
  • Virgínia Mara Prospero Cunha Universidade de Taubaté
  • Ana Elisa Ribeiro Vieira Universidade de Taubaté
  • Valéria Fernandes Silva Universidade de Taubaté

Resumo

Este artigo tem como objetivo pesquisar as atuais políticas públicas de formação docente para a Educação Profissional e Tecnológica (EPT) no Brasil e suas perspectivas. Compreende-se que essa modalidade de ensino deve comprometer-se com a formação do indivíduo para a cidadania e para o mercado de trabalho. Como metodologia foi selecionada a revisão bibliográfica que é desenvolvida com base em material já elaborado, constituído principalmente de livros e artigos científicos abordando os teóricos do campo da educação e da educação profissional tais como Saviani (2009), Wittaczik (2008), Cordão (2006), dentre outros e a pesquisa documental na legislação referente ao tema. A questão que o artigo fomenta é a formação do docente para atuar na educação profissional e tecnológica e a importância dessa modalidade de ensino na economia brasileira. Entende-se que a formação docente para a educação profissional aconteceu em caráter de urgência, através de pareceres e portarias para tentar amenizar a situação e ainda não se evidenciaram políticas públicas incisivas e continuas no sentido de qualificação docente para a Educação Profissional e Tecnológica.

Biografia do Autor

Juliana Marcondes Bussolotti, Universidade de Taubaté

Doutora em Geografia UNESP - Rio Claro, SP. Professora assistente III da Universidade de Taubaté e Professora na EAD – Unitau; julianabussolotti@gmail.com

Mariana Aranha de Souza, Universidade de Taubaté

Doutora em Educação (Currículo) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e Professora do Mestrado em Desenvolvimento Humano: Formação, Políticas e Práticas Sociais da UNITAU e do Mestrado Profissional em Educação da UNITAU; profa.maaranha@gmail.com

Virgínia Mara Prospero Cunha, Universidade de Taubaté

Doutora em Educação: Psicologia da Educação, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009). Atualmente é Coordenadora Pedagógica do curso de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física, docente da disciplina Educação Física Escolar e Professora permanente do mestrado profissional em educação (UNITAU); vimaracunha@terra.com.br

Ana Elisa Ribeiro Vieira, Universidade de Taubaté

Mestranda em Educação – UNITAU – Universidade de Taubaté; anaervieira@hotmail.com

Valéria Fernandes Silva, Universidade de Taubaté

Mestranda em Educação – UNITAU – Universidade de Taubaté; coordenacaovaleriafernandes@gmail.com

Publicado
2019-01-06
Seção
Artigos