A multidão de solitários na comunicação em massa nos ciberterritórios das redes sociais digitais

  • Jose Antonio Martinuzzo Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
  • Rosane Vasconcelos Zanotti Universidade Federal do Espírito Santo - UFES
Palavras-chave: Redes sociais digitais, Comunicação em massa, Ciberterritorialidade, Digital influencers

Resumo

Este artigo integra uma pesquisa dedicada ao estudo da dinâmica do fenômeno de comunicação em massa registrado nas redes sociais digitais, verificado, entre outros, pela constituição de influenciadores digitais, ou líderes de audiência, com milhões de seguidores e visualizações. Com o referencial dos campos da comunicação, da psicanálise, da sociologia e da filosofia, realizamos uma etnografia nos territórios digitais (observação participante e pesquisa de campo), visando a compreender um pouco mais sobre a vivência que se estabelece nos ciberterritórios, cada vez mais significativos ao modus vivendi atual, marcado pelo intercessão entre o sensível e o digital. Aqui, apresentamos e problematizamos especialmente um aspecto do cotidiano das massas nas redes: a incomunicação entre os perfis de uma mesma multidão de seguidores de digital influencers. Cinquenta por cento dos respondentes da pesquisa on-line disseram nunca interagir com outros seguidores dos influenciadores que acompanham. Outros 46% só interagem às vezes. Os que sempre interagem somam apenas 4%, constituindo-se uma verdadeira multidão de solitários nas massas digitais. Destaca-se, ainda, que apenas 10,02% dos respondentes afirmaram que seguem um digital influencer para fazer parte de uma comunidade.

Publicado
2020-02-17
Seção
Artigos