Prática audiovisual e estilos de aprendizagem: caminhos para combater a evasão e a retenção

  • Vanessa Matos dos Santos Universidade Federal de Uberlândia

Resumo

A evasão e a retenção têm se configurado hoje como dois dos maiores desafios para o ensino superior, não apenas no Brasil, mas no mundo todo. Neste sentido, este artigo apresenta os resultados obtidos com a utilização da metodologia dos estilos de aprendizagem no desenvolvimento de audiovisuais baseados nos quatro diferentes estilos propostos por Alonso, Gallego e Honey (2007). Relata-se aqui o percurso desenvolvido para a execução das atividades voltadas para o desenvolvimento dos estilos através da prática audiovisual. Destaca-se o fato de que os estilos não são rótulos para catalogação de alunos e sim uma metodologia de ensino que implica uma didática específica e, nesse sentido, a prática audiovisual tem muito a oferecer.

Biografia do Autor

Vanessa Matos dos Santos, Universidade Federal de Uberlândia

Docente do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) em regime de dedicação exclusiva com atuação também no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Tecnologias, Comunicação e Educação (PPGCE). Atua também na Especialização em Mídias na Educação (UFU). Presidente do Conselho Curador da Fundação Rádio e Televisão Universitária de Uberlândia (RTU). Possui graduação em Comunicação Social -Habilitação Jornalismo pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2004), mestrado em Comunicação Midiática pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2007) e doutorado em Educação Escolar pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Campus de Araraquara com estágio doutoral no exterior realizado na Universidad Nacional de Educación a Distancia (UNED) em Madrid (Espanha). Também é doutora em Meios e Processos Audiovisuais (Comunicação) pela Universidade de São Paulo (USP). Trabalhou com assessoria parlamentar na Câmara Municipal de Bauru e assessoria pessoal. Foi jornalista na TV Digital Unesp onde atuou como chefe de reportagem e repórter. Foi orientadora de monografias na Pós-graduação (Especialização) em Educação para as Relações Étnico-raciais (ERER), promovida pela UFSCar - SP. Também foi professora da Pós-Graduação (Especialização) em Comunicação nas Organizações e Imagem para a Moda, ambas na Universidade Sagrado Coração (USC) em Bauru - SP Tem experiência na área de Comunicação e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: telejornalismo, documentários, narrativas audiovisuais, estilos de aprendizagem e integração social. Já trabalhou com roteirização, jornalismo online, rádio, TV (programas gravados e ao vivo) e conteúdos diversos para WEB.

Publicado
2019-07-30
Seção
Artigos