A comunidade sagrada da Apple: o culto da marca no cenário internacional

  • André Azevedo da Fonseca Universidade Estadual de Londrina e Grupo de Pesquisa Comunicação e Imaginação Social - Imagicom
  • Guilherme Francisco Rodrigues de Oliveira Universidade Estadual de Londrina e Grupo de Pesquisa Comunicação e Imaginação Social - Imagicom

Resumo

A Apple é a mais bem-sucedida empresa de tecnologia na contemporaneidade. Ao lado das qualidades técnicas de seus produtos, parte importante deste sucesso pode ser compreendido através de suas estratégias de comunicação. O emprego de símbolos arquetípicos e narrativas mitológicas na propaganda da marca tem sido analisado por pesquisadores de diversos países. O objetivo desta pesquisa é efetuar uma revisão bibliográfica para sintetizar os principais resultados de pesquisas realizadas em países diferentes acerca das mitologias universais criadas em torno da marca e dos produtos da Apple. Observamos que, tal como uma religião, a empresa conta com uma comunidade global de consumidores fiéis, vinculados por um senso identidade e pertencimento, reunidos sob uma atmosfera de comunhão espiritual que estimula a adoração e o culto.

Biografia do Autor

André Azevedo da Fonseca, Universidade Estadual de Londrina e Grupo de Pesquisa Comunicação e Imaginação Social - Imagicom

Professor no Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Professor visitante na Universidad Complutense de Madrid, com bolsa da Capes. Doutor em História (Unesp) com pós-doutorado no Programa Avançado de Cultura Contemporânea (UFRJ). Coordenador do Grupo de Pesquisa Comunicação e Imaginação Social (Imagicom).

Guilherme Francisco Rodrigues de Oliveira, Universidade Estadual de Londrina e Grupo de Pesquisa Comunicação e Imaginação Social - Imagicom

Jornalista graduado na Universidade Estadual de Londrina (UEL). Pesquisador integrante do Grupo de Pesquisa Comunicação e Imaginação Social (Imagicom).

Publicado
2019-07-08
Seção
Artigos