O futuro do ilustrador de jornais: reflexões sobre a formação e atuação profissional na visão do campo

  • Vinicius José Shindo Mitchell Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro
  • Luiza Novaes Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Alexandre Farbiarz Universidade Federal Fluminense

Resumo

Este artigo apresenta resultados de pesquisa de campo qualitativa realizada durante pesquisa de mestrado em Design entre 2016 e 2018. Foram entrevistados 31 ilustradores de jornais brasileiros, respondendo às seguintes perguntas: 1) Consideremos duas relações de trabalho distintas: o ilustrador que trabalha presencialmente na Editoria de Arte da Redação – diariamente ao lado de outros ilustradores, infografistas, designers e jornalistas –, e o ilustrador que trabalha remotamente – sem obrigação de estar na Redação, desenvolvendo seus trabalhos a partir de encomendas por e-mail e teleconferências, por exemplo –, como você vê os prós e os contras da experiência do ilustrador de jornal em cada uma dessas situações/ambientes, na sua percepção?; 2) Como você vê o futuro da profissão de ilustrador na indústria jornalística?. A análise das respostas apresenta expectativas e anseios dos profissionais em relação ao futuro da profissão e sua inserção nas rotinas produtivas do jornalismo.

Publicado
Jul 8, 2019
##submission.howToCite##
MITCHELL, Vinicius José Shindo; NOVAES, Luiza; FARBIARZ, Alexandre. O futuro do ilustrador de jornais: reflexões sobre a formação e atuação profissional na visão do campo. Educação, Cultura e Comunicação, [S.l.], v. 10, n. 20, jul. 2019. ISSN 2177-5087. Disponível em: <http://unifatea.com.br/seer3/index.php/ECCOM/article/view/1056>. Acesso em: 23 ago. 2019.
Seção
Artigos