POLÍTICAS PÚBLICAS DE INCLUSÃO

DESAFIOS E BENEFÍCIOS DA IMPLEMENTAÇÃO DA POLÍTICA DE COTAS PARA DEFICIENTES NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

  • CÍNTIA BEATRIZ DUARTE PEREIRA UFF
Palavras-chave: Ensino superior, implementação, políticas públicas, desafios e benefícios.

Resumo

O presente artigo tem como objetivo relatar os desafios e benefícios da implementação da política pública de cotas nas Universidades Federais do Brasil. A problemática aqui apresentada é a da necessidade de acompanhar, registrar e relatar os desafios e benefícios encontrados pelas universidades federais nessa implementação para que seja registrado como base para futuros estudos e ações. Para a coleta dos dados, foi utilizada a metodologia qualitativa, aplicada com procedimentos de revisão bibliográfica e descritiva sobre os temas pelo qual o estudo perpassa. Num encadeamento lógico e ordenado, foram estudados a legislação que legitima o direito do deficiente a cotas, a implementação das políticas públicas de inclusão nas universidades federais e a inclusão social desses deficientes,  observando os desafios e benefícios encontrados nesse processo. Os resultados observados foram, basicamente, comuns entre os autores consultados, destacando os desafios de atenção à acessibilidade, a mão de obra especializada e a permanência. Em contrapartida, os benefícios destacados são: democratização do ensino,  a inclusão social de deficientes e não deficientes e a possibilidade de preparação do deficiente para o mercado de trabalho.

Publicado
2020-02-17
Seção
Artigos