Caracterização de cenário de uma Unidade de Terapia Intensiva com ênfase em gestão de alarmes

  • Renata Pinto Ribeiro Miranda
  • Luiz Sérgio Pinto Ribeiro
  • Renata Aparecida Ribeiro Custódio
  • Kelly Carla Dias Lobato
  • Carlos Henrique Pereira Mello

Resumo

Sistemas de alarmes são dispositivos de alerta
presentes em diversos equipamentos hospitalares,
com o intuito de manter a segurança dos pacientes
e auxiliar os profi ssionais na identificação de
alterações clínicas. O objetivo desse estudo foi
traçar um perfil dos profi ssionais da saúde da
unidade e realizar uma caracterização de cenário
da Unidade de Terapia Intensiva com relação à
utilização dos equipamentos médico hospitalares e
identificar o nível de ruído dos alarmes gerados pelos
mesmos. Trata-se de um estudo observacional,
realizado em uma Unidade de Terapia Intensiva do
interior de Minas Gerais. Foi possível identificar que
a maioria dos profissionais são do sexo feminino,
os equipamentos mais manipulados são as
bombas de infusão e os ventiladores pulmonares,
os profi ssionais consideram o nível de alarmes de
moderado a elevado e acreditam que isso atrapalha
sua prática profi ssional. Quanto aos decibéis foram
identificados valores superiores ao recomendado
(53,8 dB e 81,9 dB).

Publicado
Jul 18, 2018
##submission.howToCite##
MIRANDA, Renata Pinto Ribeiro et al. Caracterização de cenário de uma Unidade de Terapia Intensiva com ênfase em gestão de alarmes. DI Factum, [S.l.], v. 1, n. 2, jul. 2018. ISSN 2525-9288. Disponível em: <http://unifatea.com.br/seer3/index.php/Difactum/article/view/889>. Acesso em: 26 jun. 2019.
Seção
Artigos